• hikafigueiredo

"10 Coisas que Eu Odeio em Você", de Gil Junger, 1999

Filme do dia (262/2020) - "10 Coisas que Eu Odeio em Você", de Gil Junger, 1999 - Bianca (Larisa Oleynik) é uma garota bonita e popular em sua escola. No entanto, ninguém pode namorá-la, pois seu pai não permite. Sua irmã mais velha, Kat (Julia Stiles), ao contrário, é considerada a megera do colégio. O pai das meninas resolve que Bianca só poderá namorar se Kat também o fizer, certo de que ninguém terá coragem de se aproximar de sua primogênita, o que seria verdade, não fosse o fato de um pretendente de Bianca contratar o outsider Patrick Verona (Heath Ledger) para tentar conquistar a bruxa.





Inspirado na obra "A Megera Domada", peça de teatro de William Shakespeare, o filme é uma das melhores comédias românticas adolescentes já feitas. Com um roteiro amarradíssimo - até mesmo por ter como norte o texto do genial autor inglês -, a narrativa não decepciona em momento algum. O incrível foi como as roteiristas Kirsten Smith e Karen McCullah Lutz conseguiram transpor a estrutura da história do século XVI para a realidade de uma escola norte-americana do final do século XX sem que nada ficasse extremamente deslocado - nada, tudo casou direitinho, elas foram muito felizes no roteiro. O filme ainda contou com uma direção competente de Gil Junger (que acho que nunca mais fez nada que prestasse...) e, claro, um elenco perfeito, encabeçado pelo talentoso Heath Ledger como Patrick Verona, mas que também contava com a ótima Julia Stiles, um Joseph Gordon-Levitt com cara de menininho (mas que já mostrava seu talento), e até uma ponta da oscarizada Allison Janney. A obra tem uma trilha sonora muito bacana, repleta de músicas de bandas indies da época e que vale a pena conferir. Destaque absoluto para a cena em que o personagem Patrick canta "Can´t Take My Eyes of You" para Kat e para a cena em que Kat lê seu poema na sala de aula, ambas emocionantes. Obviamente, é uma comedinha adolescente, logo não estimula qualquer reflexão, mas é um filme todo delicinha e que ainda nos faz relembrar de Ledger, um ator fantástico que se foi cedo demais. Eu adoro esse filme, mesmo sendo bobaginha, e recomendo como um ótimo entretenimento.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo