• hikafigueiredo

"A Morte te Dá Parabéns", de Christopher B. Landon, 2017

Atualizado: 23 de ago. de 2019

Filme do dia (91/2019) - "A Morte te Dá Parabéns", de Christopher B. Landon, 2017 - Tree Gelbman (Jessica Rothe) é uma universitária popular e arrogante. Destratando todos ao seu redor, Tree vê sua vida mudar, fazendo-a repensar suas atitudes, quando, no dia do seu aniversário, ela entra em um "vórtex temporal" e passa a viver o mesmo dia inúmeras vezes, sempre terminando com a sua morte.





Um dia, o filme "Sexta Feira 13" encontrou a obra "Feitiço do Tempo", eles se casaram e da união nasceu "A Morte te Dá Parabéns". Isso que é reciclar ideias, viu!? Classificado como gênero terror, o filme não tem nada de assustador, está muito mais para um "terrir", até mesmo por conter diversas cenas cômicas. Evidentemente voltada para o público juvenil, a obra me remeteu aos filmes adolescentes da década de 80, algo como uma história de "terror" imaginada por John Hughes (mas sem o mesmo vigor das obras dele). O filme é tão "inspirado" (aka copiado) na obra "Feitiço do Tempo" que até o processo de humanização da personagem é reproduzido. Em suma, não é um filme para ser levado a sério, é entretenimento descartável, um fast food cinematográfico. Com isto em vista - e até pelo mote, eu não esperava nada diferente -, é possível se divertir com a história despretensiosa e passar os 96 minutos de duração do filme na companhia de um pote de pipocas bem de boas, sem querer morrer por estar assistindo à obra. A produção é padrão Hollywood com baixo orçamento, tudo bem pasteurizado, mas sem erros crassos. A atriz barbie face Jessica Rothe é simpatiquinha, assim como o ator Israel Broussard, que interpreta o bom moço Carter - nenhum deles é fantástico, mas ambos estão bem inseridos em seus personagens. Resumindo: divirta-se sabendo que você mal vai lembrar do filme depois de uma semana.

;)

0 visualização0 comentário