• hikafigueiredo

"A Vida de Outra Mulher", de Sylvie Testud, 2011

Filme do dia (67/2015) - "A Vida de Outra Mulher", de Sylvie Testud, 2011 - Marie (Juliette Binoche) tem 26 anos e acaba de conhecer Paul (Mathieu Kassovitz), por quem se apaixona perdidamente. O casal se envolve e, depois de uma noite de amor, Marie acorda, 15 anos depois, sem guardar qualquer lembrança do tempo que passou.





Gosto muito do trabalho da Juliette Binoche e, via de regra, ela costuma acertar nos papéis que escolhe. Infelizmente, há exceções, comprovadas por este filme. Eu diria que foi uma boa ideia desperdiçada, porque a sinopse prometeu muito mais do que o filme cumpriu. Começa que não é crível que alguém que perdesse completamente a memória dos últimos quinze anos de vida tentasse esconder isso das pessoas e não procurasse imediatamente um médico. Além disso, o comportamento apresentado pela personagem não é minimamente verossímil. Para completar, a atuação da atriz está muito aquém do que apresenta usualmente. Já Mathieu Kassovitz ("O Fabuloso Destino de Amelié Poulin") está bastante bem como Paul, o que talvez dilua um pouco os pontos negativos da obra. Do ponto de vista técnico, o filme é certinho, mas não se destaca em nenhum quesito. Definitivamente, não é um filme que eu aconselharia.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo