• hikafigueiredo

"Acima das Nuvens", de Olivier Assayas, 2014

Filme do dia (190/2016) - "Acima das Nuvens", de Olivier Assayas, 2014 - Maria Enders (Juliette Binoche) é uma atriz conceituada, já madura, que é convidada a participar de uma nova montagem de uma peça que a fez famosa vinte anos antes. No entanto, a atriz mostra-se reticente em aceitar a empreitada, uma vez que agora lhe caberá a personagem antagonista à que a fez famosa na juventude. Maria, então, isola-se em uma casa nos Alpes com sua assistente Valentine (Kristen Stewart), onde trava uma luta interna/externa para aceitar o novo papel que lhe é devido na peça.





Filme focado nas personagens femininas e em suas questões, a obra retrata o peso da maturidade na vida de uma atriz/mulher. Ainda que Maria sinta-se emocionalmente ligada à personagem jovem, dinâmica e, também, cruel e vazia, o papel que lhe é oferecido é a da personagem mais velha, sensível e vulnerável. Maria luta para aceitar a maturidade, dialogando com a fantástica Norma Desmond de "Crepúsculo dos Deuses" - mas enquanto Norma enlouquece em seus sonhos de grandeza, Maria, paulatinamente, aceita, resignada até certo ponto, sua nova condição. O filme, ainda, faz uma crítica, na minha opinião nada suave, a Hollywood e ao mundo das celebridades (lembrei de "Mapas para as Estrelas", ainda mais contundente na crítica). Achei o filme realmente ótimo, talvez por me identificar bastante com a personagem Maria (coroa como eu rs) e por observar, de longe, como ela, certos burburinhos da juventude não exatamente invejáveis. Os papéis femininos do filme são extremamente fortes e dramáticos. Juliette Binoche está MARAVILHOSA como Maria, mas isso não é novidade, afinal estamos falando de Juliette Binoche. Quem realmente surpreende é Kristen Stewart que se revelou uma atriz versátil e interpreta, com muita categoria, a assistente Valentine - quem diria, ela, bem dirigida, é muito boa!!!! Quanto a Chloe Grace Moretz, sou suspeita para falar, pois a acho uma péssima atriz, mais preocupada em fazer caras e bocas do que em interpretar o que quer que seja - mas até que combinou com a personagem Jo-Ann, talvez por achá-la tão intragável quanto a atriz... rs. Gostei muito mesmo e recomendo!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo