• hikafigueiredo

"Amar... Não Tem Preço", de Pierre Salvadori, 2006

Filme do dia (67/2021) - "Amar... Não Tem Preço", de Pierre Salvadori, 2006 - Irène (Audrey Tautou) é uma jovem oportunista que se envolve com ricaços para aproveitar das benesses de suas contas bancárias. Certo dia, ela confunde o garçom Jean (Gad Elmaleh) com um homem abonado e acaba tendo uma tórrida noite de amor com ele. Ocorre que o amante de Irène descobre e a abandona com uma mão na frente e outra atrás. O que a moça fará agora?





Essa comédia romântica francesa brinca com a ideia de relações por interesse em contraposição às relações amorosas de fato. Irène e Jean entram em um jogo de gato e rato, ambos envolvidos em affairs por interesse mas cada vez mais apegados um ao outro. Com toques de comédia de erros, a obra acompanha os encontros e desencontros da dupla, cada qual com seu protetor (ou protetora, no caso de Jean) e seus festivais de presentes e agrados. A narrativa é bobinha e frágil, como costumam ser as comédias românticas em geral, mas há, aqui e ali, algumas passagens divertidas, como a que Irène ensina Jean a desenvolver certo ar de mistério para suas pretendentes ricas. A narrativa é linear e o ritmo é bem marcado. A atmosfera é divertida, apoiada nas dissimulações da dupla. A qualidade técnica mantém um bom padrão, com destaque para o figurino chiquésimo da personagem Irène (chiquésimo mas quase sempre bem devassado, com decotes enoooormes e fendas reveladoras). A única coisa difícil de aceitar é Audrey Tautou - com aquela eterna cara de Amelié Poulin - como moça sedutora: eu juro que a acho uma gracinha, mas ela não tem, nem aqui, nem na China, jeito de mulher sedutoramente atraente. Já Gad Elmaleh está bastante bem como o desengonçado Jean. O filme é bobinho, mas não foi cansativo de acompanhar e me prendeu o suficiente para não me dar sono. Não é uma obra marcante, mas vale como entretenimento e para passar o tempo.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo