• hikafigueiredo

"Anjos Caídos", de Wong Kar-Wai, 1995

Filme do dia (252/2017) - "Anjos Caídos", de Wong Kar-Wai, 1995 - Em Hong Kong, um assassino profissional pretende abandonar a profissão, tendo de informar sua decisão à sua sedutora comparsa, que raramente encontra. Paralelamente a isso, um ex-presidiário mudo se apaixona por uma jovem abandonada pelo namorado.





Um ano após o delicioso "Amores Expressos", Wong Kar-Wai estreia este filme. Tal qual a obra anterior, "Anjos Caídos" também retrata histórias paralelas com um fundo policial, um passeio pelo submundo de Hong Kong através das desventuras amorosas dos personagens. Mas, diferente da obra anterior, cujo roteiro simpático aliado a uma estética moderna me conquistou, este filme me deixou bastante decepcionada. Tive a impressão que o diretor esqueceu completamente do conteúdo para se focar exclusivamente na forma. É fato que neste filme, mais ainda do que no anterior, há um cuidado profundo com a forma - a direção de arte e a fotografia são deslumbrantes e a montagem imprime um ritmo ágil à história. O problema é justamente o roteiro que, deixado em segundo plano, mostrou-se fraco e meio desconexo. Mesmo a estética, apesar de linda, resvalou demais para a linguagem publicitária, perdendo muito em significado. Mas uma coisa tenho de tirar o chapéu - Wong Kar-Wai escolhe seus atores a dedo e encontra não apenas profissionais competentes, mas gente cuja beleza escarnece de nós, simples mortais - ô elenco bonito, pelamor...Também chamou a minha atenção a trilha sonora - apesar de não conhecer as músicas já que eram todas orientais, a trilha conseguiu ser de um ecletismo raro, indo de rockinhos, a jazz, a blues, à músicas tradicionais chinesas,e por aí vai. Em suma, o filme está muito, mas muito, aquém de "Amores Expressos" e mais ainda do fabuloso "Amor à Flor da Pele". Só vale para quem quer conhecer mais da obra do diretor.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo