• hikafigueiredo

"Arizona Nunca Mais", de Joel Coen, 1987

Filme do dia (184/2021) - "Arizona Nunca Mais", de Joel Coen, 1987 - Após muitas prisões, o ex-prisioneiro H.I. McDunnough (Nicolas Cage) casa-se com a policial Edwina (Holly Hunter) e promete levar uma vida honesta. No entanto, ao saberem que Edwina não pode engravidar, H.I. e a esposa bolam um plano para sequestrar um bebê dentre os quíntuplos de uma famosa figura local.





Os irmãos Ethan e Joel Coen têm um tipo de humor bem característico. Seus filmes não arrancam gargalhadas, mas discretos e simpáticos sorrisos, principalmente pelos eventos non-sense e ações exageradas em meio à trama. Esta obra se aproveita muito desta comicidade peculiar e brinda o espectador com uma história a um só tempo divertida, absurda e comovente. Toda a narrativa envolve o amor de H.I. por Ed e a impossibilidade dessa engravidar. Desesperados por formar uma família, ambos se jogam em uma empreitada arriscada e descabida de sequestrar um bebê de um grupo de quíntuplos. Eles conseguem atingir seu objetivo, mas o resultado é bastante desastroso. As situações do filme são extremamente bizarras, com um toque de comédia de erros. A narrativa é linear e o ritmo é marcado e crescente, tornando-se, lá pelo meio da obra, frenético. A atmosfera, lógico, é leve e divertida, mesmo nas cenas de fuga e perseguição. A câmera dos Coen é criativa e ágil, vários são os planos com "pontos de vista" estranhos (isso fica bem evidente na cena da perseguição no supermercado). A estética tem um levada bem kitsch, que vai das camisas floridas e coloridas de H.I. ao visual da personagem Dot, ou, ainda, nas mulheres com bobs cor-de-rosa na cabeça fazendo compras. O filme conta com um elenco cheio de nomes conhecidos: como protagonistas, Nicolas Cage antes de virar meme, ótimo como H.I. - sua interpretação propositalmente exagerada vem bem a calhar para o personagem; e Holly Hunter como a severa Edwina - ela está bem, mas gosto mais dela em papeis dramáticos; John Goodman como Gale, William Forsythe como Evelle e a oscarizada Frances McDormand como a impagável Dot completam o elenco. A obra é puro amorzinho, mesclando comédia, ação, drama e romance sob a direção sempre segura dos irmãos Coen. Bobaginha gostosa, recomendo para relaxar e sorrir.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo