• hikafigueiredo

"Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância), de Alejandro González Iñarritu, 2014

Filme do dia (164/2015) - "Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância), de Alejandro González Iñarritu, 2014 - Riggan Thompson (Michael Keaton) foi, no passado, o intérprete do super herói Birdman, através de quem ficou conhecido do grande público. Ocorre que, já meio no ostracismo, Thompson deseja ser reconhecido pelo seu talento, motivo pelo qual resolve dirigir e encenar uma peça de teatro na Broadway.





Li, em algum lugar, que "Birdman" era um filme pretensioso. Concordo com a crítica, mas tenho de admitir que é uma obra pretensiosa que deu certo. Goste ou não do filme, há que se confessar que o roteiro é muito bom,a opção pela edição sem cortes aparentes é arriscada, mas instigante, as atuações são fantásticas e, no fim das contas, tudo se amarra com perfeição. Mas vamos por partes. O filme é, antes de qualquer coisa, metalinguístico, pois passeia, justamente, pela linguagem cinematográfica e teatral. À parte a metalinguagem, o filme discorre acerca de inúmeras questões, tais como a relação do personagem com o declínio de seu sucesso, a busca incessante pelo prestígio e reconhecimento, a necessidade de ser "amado" pelo público em contraposição com o quase abandono que as pessoas próximas são relegadas, o ilusório e vazio mundo das celebridades, e por aí vai. Realmente, é um filme muito rico em abordagens. No quesito forma, o diretor arriscou muito ao optar por uma edição que privilegia o plano-sequência e praticamente não possui cortes aparentes. Arriscou e acertou, porque ficou muito bom! Imagino o trabalho que deu para o assistente de câmera... Quanto às interpretações, Michael Keaton dá um show, superando todos os companheiros de elenco (e olha que temos Edward Norton em um dos papéis!). Bom, eu gostei bastante e achei que levou prêmios merecidos. Aconselho, caso alguém ainda não tenha visto.

0 visualização0 comentário