• hikafigueiredo

"Cão Danado", de Akira Kurosawa, 1949

Filme do dia (52/2021) - "Cão Danado", de Akira Kurosawa, 1949 - Murakami (Toshiro Mifune), um jovem policial novato, tem sua arma furtada de seu bolso dentro de um ônibus. Ele começa uma séria investigação sobre o paradeiro de sua arma e, com a ajuda do detetive veterano Sato (Takashi Shimura), ele sairá ao encalço do responsável pelo crime.




Nesse segundo longa-metragem de Kurosawa estrelado por Toshiro Mifune, o diretor discorre sobre culpa e responsabilidade. O personagem Murakami sente-se culpado pelos crimes que são cometidos com o uso da arma que lhe fora furtada e a recuperação do objeto torna-se uma obsessão para o policial. O filme, no entanto, aprofunda a questão, mostrando os criminosos de uma perspectiva diferente ao lembrar o espectador da história recente do Japão (recente à época do filme, claro) - há menos de cinco anos do fim da Segunda Guerra, o país encontrava-se destroçado e muitos não viam perspectiva alguma para suas vidas. Vivendo uma realidade miserável - o que, inclusive é mostrado no filme, quando o personagem Murakami infiltra-se entre indigentes e desesperançados -, muitas pessoas acabaram tornando-se criminosas, o que, numa outra situação, não seriam. O próprio detetive tem essa perspectiva acerca dos criminosos e sente-se, por vezes, culpado de fazer seu trabalho de policial, por vê-los, também, como vítimas da situação do país. A obra é um belo exemplo de filme noir, com uma narrativa sólida, muito bem desenvolvida, que acompanha toda a investigação de Murakami e Sato até seu desfecho. No elenco, os dois astros maiores de Kurosawa: Toshiro Mifune como o inexperiente detetive Murakami e Takashi Shimura como detetive Sato, ambos irretocáveis em seus papeis. Filme perfeito de um diretor perfeito. Curti demais e recomendo!

Ver insights Alcance de 0 publicações

Curtir Comentar

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo