• hikafigueiredo

"Convenção das Bruxas", de Nicolas Roeg, 1990

Filme do dia (27/2021) - "Convenção das Bruxas", de Nicolas Roeg, 1990. Após a morte de seus pais em um acidente, o menino Luke (Jasen Fisher) é levado por sua fantasiosa avó Helga (Mai Zetterling) para passar uma temporada na Inglaterra. No hotel, o garoto descobrirá um terrível plano das bruxas daquele país para exterminar todas as crianças da Inglaterra.





Nessa obra voltada ao público infanto-juvenil e com toda a cara de Sessão da Tarde, temos a adaptação para cinema do romance homônimo "As Bruxas", de Roald Dahl. Do gênero fantasia, o filme conta com a produção de Jim Henson, o famoso criador dos Muppets e responsável pelos bonecos animados de "O Labirinto" (1986) e O Cristal Encantado" (1982), este último também sob sua direção. Na história, um menino descobre terríveis planos das bruxas inglesas para acabar com as crianças daquele país. A história - bem como a caracterização das bruxas - pode, talvez, ser bastante assustadora para crianças pequenas, motivo pelo qual eu indicaria o filme para crianças um pouco mais velhas (acima dos 6 ou 7 anos). O filme possui dois grandes trunfos: o primeiro é, sem dúvida, a presença da magistral Anjelica Huston como a Eva Ernst - a Grã-Mestre Suprema das bruxas. Sedutora e exótica, na mesma medida em que é cruel, a personagem é deliciosamente interpretada por Anjelica; o segundo, é a maquiagem aliada ao trabalho de animação de bonecos - especialidade de Henson. Sob a pesada maquiagem que demorava seis horas (!!!) para ficar pronta, Anjelica ficava irreconhecível e monstruosa, e acho que todo mundo que se interessa pelo filme quer ver, antes de qualquer coisa, essa célebre transformação da personagem. A narrativa desenvolve-se de maneira agradável e bem amarrada, mas a cena final - incluída pelo diretor sob os protestos do autor do livro, pois modificava completamente o desfecho - parece (e é) completamente descolada do restante da narrativa e, na minha opinião, jamais deveria ter sido incluída (até por não fazer qualquer sentido). O filme é uma ótima diversão para crianças e pré-adolescentes e recomendo para essa faixa etária.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo