• hikafigueiredo

"Demônio de Neon", de Nicolas Winding Refn, 2016

Filme do dia (177/2017) - "Demônio de Neon", de Nicolas Winding Refn, 2016 - Jesse (Elle Fanning) é uma jovem de 16 anos e impressionante beleza natural. Ela chega a Los Angeles para tentar a carreira de modelo e rapidamente é contratada por uma grande agência, despertando incômodo e inveja nas demais aspirantes. Paulatinamente, a jovem é consumida pela indústria da moda.





Então, né... O filme, quando lançado, despertou reações polarizadas - parte do público amou, parte detestou. Não me encaixo em nenhum dos pólos: definitivamente, não amei o filme, mas admito que ele manteve a minha atenção até o final estranho. O filme, em parte, é uma metáfora do quanto o mundo da moda "devora" as meninas que se prontificam a entrar para o meio (metáfora meio tosca, mas tudo bem). Por outro lado, o filme afunda os dois pés na mais pura bizarrice à partir da metade do filme - o que me incomodou foi que o filme vinha numa levada e, no meio do filme, começa uma grande viagem de ácido que subverte tudo o que vinha acontecendo e fica tudo beeeeeem esquisito. De repente começam uma cenas perturbadoras até chegar em uma que me deu engulhos, sério... Outra coisa que me incomodou foram cenas por demais fincadas em fetiches masculinos e machistas, com destaque evidente para a passagem das moças se banhando juntas em câmera lenta - afffff. Por outro lado, o filme é incrivelmente plástico - a direção de arte é bárbara, com muito vermelho, e a fotografia, belíssima. com o uso de muitas luzes coloridas. Já a escolha do elenco... de boas, onde que a Elle Fanning é tudo isso??? Okay, ela é bonita... mas é aquela beleza mega padrão.... cadê o tempero da moça???? Cadê o "quelque chose de plus" da garota???? Pelamor, muito sem sal, não convence o "frisson" todo que ela desperta. Na minha opinião, o elenco de apoio tá bem mais interessante - Jena Malone, Bela Heathcote e Abbey Lee Kershaw. E lá no meio, um Keanu Reeves que não diz a que veio... A melhor definição do filme, para mim, é "pretensioso". Muito. Muito mesmo. Mas dá para ver. Arrisque se te aprouver.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo