• hikafigueiredo

"Do Outro Lado", de Fatih Akin, 2007

Filme do dia (208/2016) - "Do Outro Lado", de Fatih Akin, 2007 - Alemanha/Turquia, 2007. Ali vive em Bremen, Alemanha. Ele conhece Yeter, uma prostituta, como ele, turca. Ali propõe a Yeter que ela passe a viver com ele, como sua amante. Esse é o início da ação que entrelaçará a vida de membros de duas famílias turcas e uma alemã.





O filme, sutil, delicado, é uma ode à tolerância e a compreensão ao outro. É uma obra sobre empatia, sobre se colocar no lugar do outro e compreender seu ponto de vista e suas razões. O filme também trata de amores, de afetos, a quem está perto e a quem está longe, além de discorrer sobre dívidas e gratidões. Os vários personagens cruzam uns os caminhos dos outros, na maior parte das vezes, incógnitos, sem sequer se darem conta de que a pessoa que está a seu lado tem um vínculo com outra a que se busca, ou a que se tem apreço. Apesar de terminar com uma mensagem conciliatória, é uma obra triste, com perdas dolorosas e tempos perdidos. O roteiro do filme, redondinho, passeia por um certo lapso de tempo, indo e voltando na cronologia, dependendo de sob qual ponto de vista é narrado o trecho em questão. Os personagens são complexos, erram e acertam em suas escolhas, como na vida real. Os atores e atrizes do filme estão muito bem em seus papéis, com destaque para Baki Dravak como Nejat, Nurgul Yesilçay como Ayten e Patrycia Ziolkowska como Lotte. A obra ganhou o Prêmio de Roteiro em Cannes em 2007. É um filme muito bom, que realmente prende a atenção e não é previsível. Curti demais e recomendo com gosto.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo