• hikafigueiredo

"Dogma", de Kevin Smith, 1999

Filme do dia (167/2016) - "Dogma", de Kevin Smith, 1999 - Dois anjos expulsos do paraíso, Loki (Matt Damon) e Bartleby (Ben Affleck), descobrem uma forma de retornar ao céu. Através de uma indulgência - passar pelo portal de uma determinada igreja em New Jersey - pretendem "burlar" a ordem divina e voltar para o paraíso. No entanto, isso colocaria fim à criação de Deus. Para evitar que isso aconteça, uma católica em crise de fé, Bethany (Linda Fiorentino), é destacada pelo Serafim Metraton, a voz de Deus (Alan Rickman), para impedir que Loki e Bartleby atinjam seu intento.





Nesta polêmica comédia, o diretor Kevin Smith subverte os dogmas e cânone católicos, o que, na época, causou a revolta e o repúdio do pessoal mais beato. A revolta, na minha opinião, foi injustificada. No final das contas, Kevin Smith não nega os principais preceitos católicos, apenas muda-lhes um pouco a roupagem (rs)... O filme é super divertido e tem algumas ótimas tiradas. A subversão toda, no entanto, não atinge a parte formal do filme - ela é bem tradicional, quadradona, ainda assim funciona bem. A obra agrega um elenco de famosos - Matt Damon e Ben Affleck, amicíssimos na vida real, estão ótimos como Loki e Bartleby, e nem a canastrice de Affleck estraga o personagem; Linda Fiorentino, Chris Rock e Salma Hayek foram boas escolhas. Mas quem merece realmente destaque são o saudoso Alan Rickman e, claro, Alanis Morissette como nada menos que Deus. Kevin Smith também participa do filme como "Silent Bob" - como ator ele é um ótimo diretor de cinema! rs O filme é ótimo, uma grande e divertida bobagem! Recomendado.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo