• hikafigueiredo

"Em um Pátio de Paris", de Pierre Salvadori, 2014

Filme do dia (156/2015) - "Em um Pátio de Paris", de Pierre Salvadori, 2014 - Antoine (Gustave Kervern) é um músico de meia idade depressivo e cocainômano. Ele abandona a música e arranja um emprego como zelador em um antigo prédio em Paris, onde faz amizade com Mathilde (Catherine Deneuve), uma senhora idosa que tem comportamentos alterados e obsessivos.





Obra bem interessante que aborda a depressão e o lento esfacelamento de quem sofre deste mal. O personagem Antoine é simpático, boa praça, amigo de todos, mas internamente vive num terreno pantanoso. Já Mathilde alterna momentos de intensa euforia com outros de profunda depressão, representando, na minha opinião, uma bipolar em pleno surto (ao menos me identifiquei muito com a personagem, como boa bipolar que sou). O filme é melancólico, dramático, mas bastante suave no tratamento - nada de excessos, somente o necessário - os personagens lidando com as rachaduras externas e internas que são preocupantes para eles, mas ignoradas pelas demais pessoas, numa interessante metáfora da depressão e do abandono emocional. Tanto Catherine Deneuve, quanto Gustave Kervern, estão ótimos nas interpretações dos dois desolados personagens. Do ponto de vista técnico, o filme é quadradinho, sem grandes méritos em qualquer quesito, mas também sem deméritos - convencional, enfim. Gostei da obra, mas acho que ela se torna mais interessante para quem tem algum contato com as patologias retratadas. Recomendo com ressalvas.

0 visualização0 comentário