• hikafigueiredo

"Mistérios de Além-Túmulo", de Fernando Méndez, 1959

Filme do dia (434/2020) - "Mistérios de Além-Túmulo", de Fernando Méndez, 1959 - No leito de morte do Dr. Jacinto (Antonio Raxel), o Dr. Eduardo (Gastón Santos) o lembra de um pacto que fizeram em vida - aquele que morresse primeiro voltaria para trazer informações sobre a vida após a morte para aquele que permanecesse vivo -, exigindo que Jacinto cumprisse o acordado.




Interessante filme sobre a vida após a morte, a obra discorre sobre a impossibilidade de mudar o destino e a imprudência daqueles que tentam conhecer os mistérios do além. Ainda que tenha um roteiro um tanto quanto imbricado, o filme é hábil em criar uma atmosfera de tensão e certa expectativa daquilo que irá se suceder com o Dr. Eduardo - aquele que permaneceu vivo e exigiu que o colega lhe revelasse uma forma de conhecer o outro plano, mas com a garantia de retornar à vida. Admito que o filme me prendeu, ao menos pela curiosidade de como o falecido faria para cumprir sua promessa. A narrativa inicia-se com um narrador em off que anuncia um flash-back, a partir do qual a história passa a se desenvolver cronologicamente, o narrador só retornando na última cena para "fechar" o ciclo. O ritmo começa vagaroso, mas acelera à medida em que nos aproximamos do fim. O filme conta com uma fotografia P&B bastante contrastada, lembrando a fotografia carregada dos filmes expressionistas. As interpretações são um pouco artificiais - aparentemente é uma constante nos filmes mexicanos, pelo menos nos de terror -, mas não chegam a estragar a experiência. Do elenco, quem se saiu melhor foi Mapita Cortês, que ainda tinha, a seu favor, uma beleza incomum (que olhos eram aqueles????). Não vou chegar ao exagero de dizer que é um grande filme de terror, mas tem uma premissa interessante e se sai relativamente bem no decorrer da narrativa. Em outras palavras, "dá para o gasto". Indicado para amantes do gênero.

Ver informações Alcance de 0 publicações

Curtir Comentar

2 visualizações0 comentário