• hikafigueiredo

"Ninguém Pode Saber", de Kore-eda Hirokazu, 2004

Filme do dia (02/2017) - "Ninguém Pode Saber", de Kore-eda Hirokazu, 2004 - Akira (Yuya Yagira) é o mais velho de quatro irmãos. Sua mãe esconde os demais filhos do senhorio, que acredita que Akira é filho único. As crianças vivem confinadas e não frequentam a escola. Um dia, a mãe de Akira abandona os filhos e o menino de 12 anos assume a responsabilidade pelos irmãos.





Nesse drama, Kore-eda retoma seu tema favorito - as relações familiares, vistas pelos olhos de uma criança. A obra é daquelas que arrancam lágrimas até de um cacto, imagine de mim que choro até em filme de zumbi (!!!!). O filme é excelente, mas eu sofri tanto que tenho dúvidas acerca dos meus sentimentos em relação a ele - se gostei ou se detestei. Para os fãs de Kore-eda, o filme não tem o otimismo de outras obras do diretor, tá???? O filme segue o ritmo oriental, com planos de detalhe longos (e significativos) e momentos de absoluto silêncio e contemplação. O maior destaque do filme é a atuação das crianças, todas fantásticas, mas especialmente do jovem Yuya Yagira, cuja interpretação lhe rendeu o prêmio de melhor ator em Cannes, aos meros 14 anos de idade - o menino dá show!!!! Filme ótimo, mas se você é emotivo, prepare-se para lavar as escadarias da Igreja de Nosso Senhor do Bonfim com suas lágrimas... Se recomendo??? Recomendo, mas avisando que é lento e doloroso....

0 visualização0 comentário