• hikafigueiredo

"O Gabinete do Dr. Caligari", de Robert Wiene, 1920

Filme do dia (32/2019) - "O Gabinete do Dr. Caligari", de Robert Wiene, 1920 - Em um pequeno vilarejo na Alemanha, dois amigos visitam uma feira regional, oportunidade em que entrarão em contato com Cesare (Conrad Veidt), um sonâmbulo que, supostamente, prevê o futuro. Após uma terrível previsão se confirmar, o vilarejo entra em alerta.





Meu primeiro contato com o Expressionismo Alemão, o filme - visto e revisto pelo menos umas quatro vezes ao longo da minha vida - é, na minhaopinião, o melhor exemplo de obra do movimento artístico em questão. Da atmosfera fantástica, onírica e sombria, à estética ousada, com seus cenários retorcidos, suas sombras pintadas e suas linhas geométricas inusitadas (portas e janelas triangulares, paredes desestruturadas, formas elípticas aleatórias), o filme faz uma ponte entre o cinema e as artes plásticas dentro do Expressionismo Alemão. O gênero da obra passeia entre o suspense e o terror e eu diria que é bastante intimidadora, lembrando que, naquele momento histórico, o mundo estava vivenciando a Primeira Guerra e o ambiente era bastante propício para os sentimentos de angústia e apreensão, perfeitamente retratados no filme. Talvez o "plot twist" final, nos dias de hoje, não cause grande impacto, mas, na época, deve ter sido algo inovador. As interpretações conseguem ser ainda mais teatrais do que o usual para o período e a maquiagem, pesadíssima, dá um semblante doentio e soturno aos personagens. Dentre as atuações, destacaria o trabalho de Werner Krauss como Dr. Caligari - seu olhar insano e sua postura corporal, sempre muito curvada, contrapondo-se à postura extremamente ereta de Conrad Veidt, que interpreta Cesare, traz uma perversidade, algo maligno, ao personagem. Como em outras situações, sou meio suspeita para falar dessa obra, pois a adoro desde a primeira vez que a assisti, mas é inegável que ela está entre os filmes mais importantes dos primórdios do cinema mundial e um dos principais - senão O principal - do Expressionismo Alemão. Imprescindível para quem quer conhecer a história do cinema.

10 visualizações0 comentário