• hikafigueiredo

"O Sal da Terra - Uma Viagem com Sebastião Salgado", de Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado, 2014

Filme do dia (323/2020) - "O Sal da Terra - Uma Viagem com Sebastião Salgado", de Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado, 2014 - Tendo como guia as fotografias de Sebastião Salgado, o filme refaz os passos do fotógrafo ao longo de sua carreira.





Neste maravilhoso documentário assinado por Wim Wenders e pelo próprio filho do fotógrafo, Juliano Ribeiro Salgado, descobrimos um pouco da trajetória de Sebastião Salgado e as histórias por detrás de suas impressionantes fotos. São histórias marcantemente tristes, uma vez que o fotógrafo se especializou em retratar questões sociais que, segundo ele próprio, quase levaram-no à depressão, sendo salvo desta pela sua luta pela preservação e recuperação da natureza. Através do filme, descobrimos que Sebastião sentiu urgência em se afastar das fotografias sociais depois do que viu em Ruanda - massacre, fome, guerra, morte. Ainda que eu admire a beleza das fotografias do fotógrafo - a luz, a composição, o movimento -, muito do que está sendo retratado é absolutamente medonho, algumas fotos expõe demais a miséria humana e o quanto essa espécie é nociva para o planeta e para si própria. Pessoas muito sensíveis deverão evitar o filme, pois muitas fotografias são pesadas ao extremo (principalmente aquelas do Sahel e de Ruanda... acho que vou ficar com essas imagens na cabeça por meses...). Apesar disso, o filme traz uma mensagem de esperança, pois, numa guinada na sua carreira, Sebastião Salgado partiu para as fotos de natureza e de populações que vivem em comunhão com ela, através da exposição "Gênesis" (que, inclusive, eu tive o prazer de ver no Sesc Belenzinho - fiquei arrepiada com a exposição). É um documentário numa linguagem bastante tradicional, fundamentado nas imagens das fotografias de Salgado e nas falas do fotógrafo, com poucas intervenções dos diretores. Vale a muito a pena, recomendo com gosto.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo