top of page
  • hikafigueiredo

"Premonição", de James Wong, 2000

Filme do dia (137/2021) - "Premonição", de James Wong, 2000 - Alex Browning (Devon Sawa) é um estudante secundarista que se prepara para fazer uma viagem para a França com sua classe de francês. Quando o avião está prestes a decolar, Alex tem uma premonição, tenta alertar os colegas, mas acaba sendo expulso do voo junto com outros colegas. O avião acaba explodindo e os únicos sobreviventes são aqueles que desembarcaram antes da decolagem. O fato de terem sobrevivido deveria ser um alento, mas eles não imaginavam que estavam marcados.





Neste filme de terror sobrenatural, o assunto central é o destino, a ideia de que cada um tem seu "tempo" nessa dimensão e quando chega a hora de partir não existe alternativa. Por conta de sua premonição, Alex acaba "desviando-se" de seu destino junto com outras seis pessoas, as quais sobrevivem ao acidente que deveria ter sido fatal para todos. No entanto, como havia "chegado a hora" de todos, eles começam, um a um, a encontrar seus desígnios. Eu acho o argumento da obra bem interessante - a ideia de que não se pode enganar a morte - até por ser naturalmente fatalista, o problema são algumas soluções encontradas pelo filme que fazem a história ter umas passagens, no mínimo, bizarras e completamente sem sentido. Em outras palavras, o argumento é ótimo, o problema reside no desenvolvimento desse argumento, pois o que não faltam são cenas descabidas, como a ida de Alex à casa da professora sabendo que ela não lhe daria ouvidos, ou a invasão da funerária e o papo bisonho com o agente funerário. A reação das pessoas à premonição de Alex também me pareceu sem qualquer sentido, como os pais de Tod que o impedem de ver o amigo (não entendi, eles preferiam que o filho tivesse seguido viagem e explodido no ar?). Em suma, boa ideia, desenvolvimento meia boca, o que não impediu da história virar franquia com outros quatro filmes. A narrativa é linear, apesar das antevisões de Alex, e o ritmo marcado. A obra tem alguns poucos efeitos especiais, nada de outro mundo, o que garantiu não tornar os efeitos datados. O elenco não traz nomes conhecidos e, tampouco, grandes interpretações, mas não chega a ser terrível. Além de Devon Sawa como Alex, o filme traz Ali Larter como Clear, Kerr Smith como Carter (um personagem sem qualquer sentido, na minha opinião), Chad Donella como Tod, Seann William Scott como Billy e Kristen Cloke como Valerie - em suma, um monte de ilustres desconhecidos (eu, pelo menos, não reconheço ninguém). Ah... é um filme de terror mediano, se considerarmos o talento que o gênero tem para trazer filmes ruins (a obra não é ótima, mas poderia ser muito, muuuuito pior). Em todo caso, amantes do gênero podem curtir.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page