• hikafigueiredo

"Star Wars - Os Últimos Jedi", de Rain Johnson, 2017

Filme do dia (11/18) - "Star Wars - Os Últimos Jedi", de Rain Johnson, 2017 - A Resistência passa a sofrer ataques maciços da Primeira Ordem. Enquanto isso, Rey (Daisy Ridley) tenta convencer o mestre Jedi Luke Skywalker (Mark Hamill) a unir-se à sua irmã Leia (Carrie Fisher) em defesa da Resistência.





Resisti muito a escrever sobre este filme... Isso porque tenho grande dificuldade em ter uma opinião isenta sobre qualquer filme da saga Star Wars. Tendo sido fã incondicional da série quando adolescente - cheguei a ver 14 vezes "O Retorno de Jedi" no cinema - eu acho que tudo que envolve os filmes bárbaro e imperdível. Realmente não sei dizer se o filme é tão legal assim ou se minha avaliação está imbuída de uma certa dose de fanatismo... A história se passa em três frentes diferentes - junto aos rebeldes, a general Leia e Poe, em uma primeira frente; junto a Rey e Luke, num segundo nicho; e junto a Finn e Rose, num terceiro. Isso faz com que o filme tenha um ritmo muito intenso, uma verdadeira rave cinematográfica. Esse ritmo, por sua vez, é responsável pela apreensão que o filme causa no espectador - exatamente o que eu espero nesse tipo de obra! A história segue a mesma lógica do episódio V ("O Império Contra-Ataca") - tudo que puder dar errado, dará, e o público começará a achar que não há qualquer esperança para os "mocinhos" - faz parte da tensão natural do filme. A obra conta com a sua trilha sonora clássica - é sério, as músicas de Star Wars me deixam arrepiada e têm influência certa no meu estado de espírito para ver o filme. Os efeitos especiais são, majoritariamente, ótimos, mas algumas cenas da construção digital da personagem Leia (ocorrida devido ao falecimento de Carrie Fisher) ficaram meio "fake". No que se refere ao elenco, além dos eternos Mark Hamill e Carrie Fisher (amor eterno por eles <3), Daisy Ridley como Rey (minha personagem predileta da nova trilogia; feroz, mas, ao mesmo tempo, frágil e humana), John Boyega como Finn, Oscar Isaac como Poe (já o vi em papéis mais interessantes), Adam Driver como Kylo Ren (olha, eu sei que o ator recebeu a tarefa ingrata de suceder o personagem Darth Vader, mas, vamos combinar, ele está há anos-luz do vilão que o antecedeu, ainda precisa comer muito feijão com arroz para ser como seu antecessor), Kelly Marie Tran como Rose (a que veio?), Andy Serkis como líder supremo (ele é sempre fantástico, sempre!!!!) e as participações de Laura Dern e Benício del Toro (não precisa elogiar nenhum dos dois, o elogio está implícito nas suas menções!!!! Ótimos!!!). Olha... não tem jeito, eu curto demais a série para conseguir ver os eventuais erros que aconteceram no filme. Melhor vocês verem para tirar as próprias conclusões.... rsrsrsrsrs.

0 visualização0 comentário