• hikafigueiredo

"Uma História de Loucura", de Robert Guédiguian, 2014

Filme do dia (109/2017) - "Uma História de Loucura", de Robert Guédiguian, 2014 - Na década de 1980, Aram (Syrus Shahidi), um jovem de ascendência armênia, junta-se a um grupo terrorista que visa chamar a atenção do mundo para o genocídio armênio provocado pelos turcos. Na sua primeira missão, Aram, inadvertidamente, fere gravemente o jovem francês Gilles (Grégoire Leprince-Ringuet), que, posteriormente, busca compreender o que levou o jovem armênio a ter a violenta conduta.





Apesar de não relevar a ação turca que acarretou o genocídio armênio, a mensagem que o filme passa é de que a violência é uma grande bola de neve, que só tende a aumentar com o passar do tempo. É impossível, no entanto, não se condoer com as narrativas acerca das violentas ações turcas que dizimaram quase que totalmente o povo armênio. Por outro lado, também não é possível apoiar as ações terroristas do grupo armênio que vitimou pessoas inocentes que nada tinham a ver com as autoridades turcas. O espectador, assim, vê-se no dilema de procurar onde está a razão e a justiça - chegando à triste conclusão de que não estão em lugar algum. Apesar do resultado desalentador, o filme é bom e discute um tema distante, porém importante, ao menos para que não se repita. O filme é extremamente bem realizado, e a narrativa transcorre, majoritariamente, em dois núcleos - o da família de Aram e o do acampamento onde o jovem está. O personagem Aram tem consistência, assim como o jovem vítima do atentado Gilles. Destaque para a interpretação de Ariane Ascaride e Simon Abkarian, como a mãe e o pai de Aram, respectivamente. Bom filme, podem assistir sem medo.

0 visualização0 comentário