• hikafigueiredo

"Vício Inerente", de Paul Thomas Anderson, 2014

Filme do dia (86/2017) - "Vício Inerente", de Paul Thomas Anderson, 2014 - 1970, Califórnia. Em meio ao psicodélico universo setentista, o detetive particular Larry "Doc" Sportello (Joaquin Phoenix) é visitado por sua ex-namorada Shasta (Katherine Waterston), a qual lhe narra um complicado caso envolvendo seu amante, a esposa dele e o amante dela. O posterior desaparecimento de Shasta levará "Doc" a uma busca desenfreada que envolverá a polícia, empresários, dentistas, traficantes, seitas de fanáticos e muita droga.





Imagine um roteiro de filme de detetive escrito por alguém que acabou de tomar um ácido - essa é a impressão que essa obra dá. A história é complicada, cheia de meandros aparentemente aleatórios, um monte de personagens que se cruzam ao longo da narrativa, é fácil se perder no meio ao caos. Mas, apesar do clima de viagem lisérgica, o desfecho consegue dar algum sentido a tudo e o espectador não termina tão perdido. Claro que, em meio a tudo isso, existe uma crítica evidente ao "american way of life" e seus desdobramentos. Ainda que a história remeta a uma grande viagem de ácido, formalmente é um filme tradicional, em tempo linear, com a clássica narrativa em "off" do gênero. A obra tem uma fotografia bem legal, muito luminosa, uma direção de arte de época bem feita e bastante colorida. A trilha sonora também transborda qualidade. O elenco é encabeçado pelo maravilhoso Joaquin Phoenix como "Doc" (ele já tem normalmente cara de maluco, imagine como ele não parece doidão nesse filme), perfeito como detetive hippie e (muito) drogado; Josh Brolin também está ótimo como o policial durão "Big Foot"; Katherine Waterston convence como Shasta, mas admito que tenho profunda antipatia pela atriz (profunda como as Fossas Marianas). No elenco ainda temos Benício del Toro, Reese Witherspoon, Owen Wilson, Martin Short e mais um sem número de desconhecidos (a obra tem muitos personagens, dava quase para fazer uma planilha...). Se você quiser ver um filme viajante, essa é uma boa pedida (lembrando que é uma obra de Paul Thomas Anderson - qualidade garantida, porque o cara é fera!!!!).

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo