• hikafigueiredo

"A Noiva", de Svyatoslav Podgayevskiy, 2017

Filme do dia (235/2018) - "A Noiva", de Svyatoslav Podgayevskiy, 2017 - Nastya (Viktoriya Glukhikh) é uma jovem mulher que viaja com seu recém marido Vanya (Vyacheslav Chepurchenko) para a distante casa da família dele. No local, Nastya depara-se com os estranhos familiares de Vanya e começa a desconfiar que alguma coisa está errada e que corre perigo.





Filme de terror russo???? Hmmmm, fiquei bem curiosa! Qual não foi a minha surpresa ao descobrir que a obra reza pela mesmíssima cartilha que qualquer filminho de terror padrão de Hollywood??? Mesmo uso da música para criar tensão, mesma situações de "jumpscare" e, cereja do bolo, mesma ânsia de deixar algo em aberto para cavar uma franquia!!! Não que o filme seja desprezível - não, não é, até me envolveu e divertiu - mas eu realmente esperava alguma coisa diferente do convencional. A história lembra um pouco "A Chave-Mestra" ou, ainda, "Corra!" - logo, não é de todo original, mas tem seus momentos e deve agradar os muito aficionados pelo gênero. Fato é que a minha filha quis dormir com a luz do corredor acesa, então teve o mérito de deixar um "medinho" (que, em mim, não funcionou). Para mim, o melhor do filme foi a caracterização da noiva logo no início - aqueles olhos pintados realmente eram horripilantes!!!! Tecnicamente, o filme não poderia ser mais padrão, com efeitos especiais bem feitinhos e climão cavado pela trilha sonora. A atriz Viktoriya Glukhikh carece de graça e tem o apelo de um maço de acelga; já Vyacheslav Chepurchenko tem de insípido o que tem de beleza; melhor a interpretação de Aleksandra Rebenok como Lisa, irmã de Vanya. Olha... apesar do filme não ser exatamente ruim, falta alguma coisa nele, não sei se inovação, inspiração ou simplesmente tempero. Acho que dá para agradar um público que não espere muito dele, mas tem muuuuito filme de terror melhor por aí....

1 visualização0 comentário