• hikafigueiredo

"A Ovelha Negra", de Grímur Hákonarson, 2015

Filme do dia (98) - "A Ovelha Negra", de Grímur Hákonarson, 2015 - Numa pequena aldeia islandesa, dois irmãos que não se falam há quarenta anos dividem uma fazenda, cada qual com seu rebanho de ovelhas. A descoberta de uma terrível doença nos animais da vila, exigirá o abate de todos os rebanhos da região. Um dos irmãos, inconformado com a decisão dos veterinários, irá se rebelar contra o abate e lutará pelos seus animais.





Assisti o trailer deste filme no cinema. "Vendido" como uma comédia, é na verdade um drama bastante melancólico. O foco da história é o relacionamento dos dois irmãos entre si e com seus respectivos rebanhos. Solitários, vivendo numa terra inóspita e gelada, o objeto de afeto dos dois irmãos são seus animais, tratados com profundo carinho. O abate exigido destrói e desestabiliza os dois idosos, ressaltando sua solidão e a ausência um do outro nas suas vidas. Todo o ambiente reforça essa ideia de solidão - aqui a fotografia é parte importante da narrativa. O desfecho é bonito, mas tããããão comovente, tããããão melancólico, que fiquei com um nó na garganta quando terminou. Os atores que interpretam os irmãos -Sigurdur Sigurjonsson como Gummi e Theodor Juliusson como Kiddi - são ótimos, nos transmitem, ao mesmo tempo, fragilidade e personalidade, impossível não simpatizar com os dois velhinhos. A narrativa é bastante tradicional, em tempo cronológico e relativamente lento - talvez algumas pessoas não curtam muito por esse ritmo vagaroso, que parece seguir o tempo da vida no interior. Eu gostei.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo