• hikafigueiredo

"Azul é a Cor mais Quente", de Abdellatif Kechiche, 2013

Filme do dia (2015) - "Azul é a Cor mais Quente", de Abdellatif Kechiche, 2013 - Adèle (Adèle Exarchopoulos) é uma adolescente às voltas com a descoberta de seus afetos e sexualidade. Ela conhece Emma (Léa Seydoux) e, imediatamente, apaixona-se por ela.





O filme, ganhador da Palma de Ouro em Cannes em 2013, é um profundo mergulho nos sentimentos de Adéle. Intimista, a câmera, sempre muito próxima da personagem, perscruta não apenas os detalhes físicos de Adéle, mas, principalmente, seu amor, sua dor, seu desespero. É um filme muito delicado e sensível, mas certamente não vai agradar a todos. Primeiro, porque retrata uma história comum de relacionamento entre duas pessoas, sem nada de excepcional. Segundo, porque abusa das cenas de sexo entre as duas garotas e muitos o considerarão exagerado e excessivamente explícito (até concordo que tá lá mais para incomodar os que se incomodam, mas, como não é o meu caso...). O filme é longo - 3 horas de duração - mas não senti necessidade de cortar qualquer coisa nele, e o fato de eu não ter bocejado nenhuma vez evidencia o quanto gostei do filme. A atuação das duas atrizes é realmente muito boa, mas a de Adèle Exarchopoulos está um passo adiante, até por ser o centro da trama. Recomendo muito, mas não para quem tem muitos pudores ou gosta de muita ação.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo