• hikafigueiredo

"Coherence", de James Ward Byrkit , 2013

Atualizado: 23 de ago. de 2019

Filme do dia (86/2019) - "Coherence", de James Ward Byrkit , 2013 - Quatro casais de amigos encontram-se para uma festiva reunião. Durante o jantar, os amigos discutem a teoria de que um cometa que está passando pela Terra naquele momento pode causar estranhas reações nas pessoas. Subitamente, as luzes se apagam. O bairro todo encontra-se às escuras, exceto por uma residência a alguma distância. Uma incursão àquele imóvel fará com que os amigos deparem-se com uma insólita e incômoda situação que, aos poucos, irá se transformar em um pesadelo.


E quando a gente pensa que já viu todo o tipo de filme mindfuck e não cai mais em nenhuma artimanha de roteiro, surge um filme como "Coherence" e ferra completamente a nossa crença!!! Porque esta é uma daquelas obras que fritam cada um dos nossos pobres neurônios, bem ao estilo "Donnie Darko" (2001) ou "Páprika" (2006). O filme é um suspense que flerta bastante com a ficção científica e ligeiramente com o terror (inclusive em "Nós", filme recente de Jordan Peele, tem uma cena que posso quase afirmar que foi "chupinhada" desta obra aqui). Não posso dar muitos detalhes para não estragar a brincadeira do amiguinho com spoilers desnecessários, mas já vou avisando que a coisa despenca para o lado da física quântica e quase mata do coração o povo de humanas (no qual me incluo). O ritmo do filme começa leve, descontraído, mas vai ganhando densidade ao longo da narrativa e, lá pelo fim, já assume um ritmo meio frenético e uma atmosfera pesada e angustiante que beira o aflitivo. A câmera, muitas vezes "na mão", é nervosa, com um forte apelo jornalístico. A fotografia me pareceu meio "granulada" e escura, evidentemente proposital, com várias cenas de cortes para um quadro escuro, tudo ajudando na formação de uma atmosfera sinistra - sinistríssima, eu diria. O elenco, repleto de ilustres desconhecidos, não se destaca, mas também não chega a fazer feio. O filme é super tenso... e ótimo, diria que eletrizante. Eu adorei e recomendo pacas (apesar de fazer milkshake da nossa cabeça).

0 visualização0 comentário