• hikafigueiredo

"Lion", de Garth Davis, 2016

Filme do dia (60/2017) - "Lion", de Garth Davis, 2016 - Índia, 1987 - O pequeno Saroo, de apenas cinco anos, perde-se de seu irmão mais velho em uma estação de trem. Na busca pelo irmão, Saroo embarca em um vagão e acaba preso em seu interior, deslocando-se certa de 1.200 km do ponto de partida. O menino acaba em Calcutá e, meses depois, é adotado por um casal australiano. Vinte e cinco anos depois, torturado pela culpa de ter deixado sua mãe e irmãos sem saber seu paradeiro, Saroo (Dev Patel) resolve vasculhar suas memórias para reencontrar sua família.





Aviso aos navegantes: mães, principalmente de crianças pequenas, vão se angustiar ao extremo com o filme. Como perder minhas filhas na multidão sempre foi meu pior pesadelo, o filme foi quase a materialização desse meu pânico ancestral. A obra - baseada em fatos reais - para uma boa parcela de espectadores, será um drama razoável; para mim, foi quase um filme de terror, tal o grau de tensão, angústia e ansiedade que me transmitiu. A história é, evidentemente, muito triste, mas, pelo menos para mim, conseguiu equilibrar-se bem, sem descambar para dramalhão de novela mexicana e sem fincar pé na pieguice como algumas obras fazem. O filme apresenta uma excelente parte técnica, desde fotografia até montagem. Um grande mérito da obra é a interpretação do pequeno Sunny Pawar como Saroo criança - o moleque é incrível!!! - e de Dev Patel como Saroo adulto - ele consegue transmitir a angústia e tristeza sem ter que se contorcer com caras e bocas (e, diga-se de passagem, como está boniiiiito!!!!), o que lhe rendeu indicação para Oscar de Ator Coadjuvante. Eu gostei bastante, apesar de todo o sofrimento a reboque. Recomendo junto com um lencinho.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo