• hikafigueiredo

"O Teorema Zero". de Terry Gilliam, 2013

Filme do dia (73/2017) - "O Teorema Zero". de Terry Gilliam, 2013 - Em um futuro mundo distópico e caótico, vive Qohen (Christoph Waltz), um programador de computadores eficiente, problemático e, acima de tudo, infeliz. Ele acredita que um dia receberá uma ligação telefônica através da qual descobrirá o sentido da vida. Com vistas a esse telefonema revelador, ele aceita o trabalho de tentar elucidar o "teorema zero", o qual comprovaria que, um dia, numa verdadeira inversão do Big Bang, todas as coisas do universo seriam tragadas por um buraco negro e a concentração da massa seria tal que tudo deixaria de existir - luz, massa, tempo. Mas seu trabalho será conturbado através da presença da bela Bainsley (Melanie Thierry) e do jovem gênio Bob (Lucas Hedges).





Meu Deus.... é até difícil falar deste filme de tanta informação contida nele!!!! Bom... a obra discorre, basicamente, sobre o sentido da vida, a fé e a busca pela redenção em forma de felicidade. Mas. junto com esse básico, vem, ainda, a crítica à religião e aos rumos da sociedade, controlada/tomada pela tecnologia e propaganda, infantilizada, impessoal e, novamente acima de tudo, infeliz. Não é um filme com respostas, na realidade é um problematizador destes temas referidos. Visualmente, é uma obra bastante impactante, um verdadeiro tsunami de informações visuais e auditivas, impossível de acompanhar em uma única visita. Na verdade, tenho a sensação de ter sido atropelada pelo filme e não estar nem perto de digerir uma pequena parte dele. Com fotografia rebuscada e direção de arte minuciosamente construída para bombardear os olhos do espectador, a obra conta com um elenco de peso, encabeçado pelo sempre maravilhoso (fan detected!!!) Christoph Waltz, quase irreconhecível com um aspecto meio doente e trejeitos de autista leve. Melanie Thierry abusa do charme e sensualidade e Lucas Hedges mostra seu potencial. Ainda temos, em pequenas pontas, Matt Damon, David Thewlis e a fodástica (fan detected 2!!!!) Tilda Swinton. Olha.... veja o filme com mente aberta e paciência, porque é uma daquelas viagens um pouco incômodas de Terry Gilliam. Apesar de ainda estar em processo de introjeção (ou seria, digestão???), eu curti.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo