• hikafigueiredo

"Planeta Solitário", de Julia Loktev, 2011

Filme do dia (91/2015) - "Planeta Solitário", de Julia Loktev, 2011 - Alex (Gael Garcia Bernal) e Nica (Hani Furstenberg) são um casal, às vésperas de seu casamento, que viaja para a Géorgia, para fazer trilhas no Cáucaso. Durante a jornada, ocorre um incidente e um pequeno gesto de Alex mudará a relação do casal e o clima da viagem.





Se me perguntassem o que define esse filme, eu diria que é a sutileza. A obra é TODA sutil, quase discreta, na sua exposição dos fatos. O gesto chave do personagem Alex que gera uma quebra - igualmente discreta - na relação do casal é tão sutil que não duvido que muitos espectadores não percebam sua ocorrência. Também a mudança na relação não é escancarada e, em momento algum, é traduzida em palavras, mas apenas em gestos e atitudes. A solidão - do local, dos personagens - é palpável e elemento central na trama. É uma obra de grande delicadeza e EXTREMAMENTE silenciosa, até pela proposta dos personagens em fazer uma trilha por locais quase inexplorados. Mais de 90% do tempo do filme se passa unicamente entre o casal e o guia que os leva na jornada. É um filme lento, contemplativo, e há que se gostar do estilo. Salta aos olhos as paisagens exóticas, rochosas e lindíssimas por onde os personagens passam e que ajudam a fazer uma fotografia excepcional. Abusa-se de longos planos muito abertos, onde o ser humano aparece minúsculo como uma formiga. O filme é muito bonito, mas acho que vai agradar a poucos pela sutileza excessiva e lentidão. Interessante.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo