• hikafigueiredo

"Somos tão Jovens", de Antônio Carlos da Fontoura, 2013

Filme do dia (70/2016) - "Somos tão Jovens", de Antônio Carlos da Fontoura, 2013





O filme, inspirado na biografia de Renato Russo, explora a juventude do músico, pontuando momentos importantes como a criação da banda Aborto Elétrico, a cena musical de Brasília que originou bandas como a Plebe Rude e o Capital Inicial e, claro, o nascimento da Legião Urbana, ao mesmo tempo em que narra um pouco de sua vida pessoal. Apesar de ser interessante conhecer um pouco das origens da banda Legião Urbana e ainda que tenha alguns méritos, admito que o filme não me animou muito. A obra foca na figura mítica de Renato Russo, mas parece não se aprofundar nele. São quase duas horas de filme, concentradas num curto período de tempo, mas tudo bem superficial. Claro que tem méritos - eu gostei de saber um pouco mais sobre o panorama musical daquele período, com uma profusão de músicos e bandas surgindo. Também gostei da caracterização de Thiago Mendonça, muito bem como Renato Russo. Mas achei a direção meio aleatória, o roteiro meio perdido entre a história oficial e a pessoa real do músico. Destaco a direção de arte de época, muito boa. E claro, a trilha sonora é ótima. Sei lá, diria que é um filme mais para fãs mesmo e só recomendo para quem estiver nutrido de boa vontade.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo