• hikafigueiredo

"Zumbilândia - Atire Duas Vezes", de Ruben Fleischer, 2019

Filme do dia (147/2020) - "Zumbilândia - Atire Duas Vezes", de Ruben Fleischer, 2019 - Dez anos após se juntarem para sobreviverem a um apocalipse zumbi, Tallahassee (Woody Harrelson), Columbus (Jesse Eisenberg), Wichita (Emma Stone) e Little Rock (Abigail Breslin) continuam juntos e a relação encontra-se um pouco desgastada. Sem qualquer aviso, as irmãs resolvem abandonar Tallahassee e Columbus.





Após uma overdose de filmes de ação sérios, embarco nesse filme pipoca a pedidos da filha. Assisti ao filme "Zumbilândia" (2009) logo na época de seu lançamento e admito que adorei - entretenimento do mais alto nível, divertido e original. Como sempre, temo as continuações, em especial as tardias, pois sempre tenho medo de destruírem a memória do filme original. Mas, para a minha surpresa, "Zumbilândia - Atire Duas Vezes" consegue ser relativamente fiel ao seu antecessor e entrega um filme bobageira igualmente divertido e gostoso de ver. Logicamente, a continuação não vai ter o impacto da primeira obra, pois é - sempre é - mais do mesmo, então, no quesito criatividade, perde feio para o primeiro. A história segue a mesma linha do original - manter-se vivo em meio aos ataques zumbis, buscando um lugar para chamar de "lar" - e consegue segurar a diversão com mais ou menos o mesmo nível de abobrinhas do primeiro filme. Com ritmo intenso e mesclando bem ação e comédia, a obra ainda guarda um espacinho para drama e romance (mas um espacinho pequenininho, tá? rs). Temos aqui, boas tiradas, ótimos efeitos especiais e muita correria. A direção de arte é bem bacana, principalmente no que se refere à caracterização dos zumbis. A trilha sonora começa com "Master of Puppets", do Metallica, e, para mim, é suficiente para eu achá-la fantástica. O elenco do filme original se manteve - Woody Harrelson sendo Woody Harrelson, mas como eu o adoro, para mim está okay; Jesse Eisenberg, do mesmo jeito, também interpreta o eterno nerd desengonçado, que aqui bem cabe na história; Emma Stone dá novamente vida à durona Wichita e Abigail Breslin , crescida, faz uma Little Rock ansiosa para conhecer gente de sua idade. Temos, ainda, no elenco, Zoey Deutch como a desmiolada Madison, Rosario Dawson como Nevada, Luke Wilson como Albuquerque e Avan Jogia como Berkeley. Como no primeiro filme, Bill Murray faz uma ponta, aqui nos pós-créditos. Claaaaro que tudo é uma grande bobagem, mas é uma bobagem deliciosa de se ver. Eu me diverti. Eu gostei.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo