• hikafigueiredo

A Criada", de Park Chan-wook, 2016

Filme do dia (136/2017) - "A Criada", de Park Chan-wook, 2016 - Córeia, 1930. Sook-Hee é contratada como criada em uma rica mansão. Sua função é acompanhar Hideko, a jovem herdeira de uma fortuna, mantida isolada por seu tio e tutor. No entanto, as relações que envolvem Hideko e Sook-Hee talvez não sejam o que parecem ser.





Dividida em três partes, cada qual sob um ponto de vista, a obra versa sobre desejo, fidelidade, traição e, como não poderia deixar de ser, considerando o diretor, vingança. Muitos são os adjetivos cabíveis para descrever o filme: intenso, sedutor, instigante, envolvente, mas, acima de tudo, perturbador. Não é um filme indicado para puritanos, porque várias são as cenas e narrativas "calientes". Sem spoilers, achei o desfecho deslumbrante. Além de possuir um roteiro extremamente bem construído, amarradíssimo, original e completo, o filme é imageticamente lindo. A direção de arte de época é detalhada, muito minuciosa. A fotografia, belíssima, é suave e ajuda a destacar a beleza das duas atrizes. O filme é espetacular e não fica a dever nada à Trilogia da Vingança ("Oldboy", "Mr. Vingança" e "Lady Vingança"), mas esteja preparado, porque há passagens perturbadoras. Amei, amei. Recomendado ao extremo.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo