top of page
  • hikafigueiredo

"As Diabólicas", de Henri-Georges Clouzot, 1955

Filme do dia (131/2020) - "As Diabólicas", de Henri-Georges Clouzot, 1955 - Michel Delassalle (Paul Meurisse) é casado com Christina (Véra Clouzot), mas tem um caso com Nicole (Simone Signoret), tratando, ambas, com grosseria e violência. Todos trabalham e moram em um internato para meninos. Sem suportar mais as agressões constantes, Nicole tem uma sinistra ideia para acabar com Michel.





Faz relativamente pouco tempo que assisti a essa obra. Como não havia escrito sobre ela e ela faz parte de um box da Versátil, resolvi revê-la. Engraçado como a nossa memória nos prega peças. O desfecho é completamente diferente do que eu me recordava - e, diga-se de passagem, muito melhor. A obra é um suspense com toques de terror e realmente cria um clima de tensão raro de se ver. Interessante, também, como a história leva os espectadores a torcerem pelas assassinas, já que, desde o primeiro minuto de filme, fica claro que Michel é aquele boy-lixo que ninguém merece ter no currículo e que, com ele, nenhum relacionamento poderia deixar de ser abusivo. Gostaria de poder comentar mais algumas coisas sobre o filme, mas esta é daquelas obras que quase qualquer coisa vira spoiler e estraga a diversão do amiguinho. A atmosfera de tensão é crescente e muito relacionada com a montagem e a ótima fotografia P&B bem demarcada. O roteiro é excepcionalmente bem amarrado, com alguns momentos de pico de tensão que fazem os espectadores terem certeza de que vão enfartar. No elenco, Paul Merisse tem o crédito de fazer um Michel completamente odioso, mas não inverossímil - quantos homens abusivos não agem como ele por aí? Simone Signoret interpreta a decidida e prática Nicole - e ela é sempre ótima, adoro essa atriz! Mas, para mim, quem dá show é Véra Clouzot como a frágil, tímida e religiosa Christina. O filme é muuuuuito bom, deixa a gente crispado na cadeira (sofá, cama), com o coração saindo pela boca. Vale muito a pena e recomendo demais.

PS 1 - Foi feita uma refilmagem americana em 1996 e embora conte com Isabelle Adjani, atriz que adoro, tem também Sharon Stone no elenco... bom... eu não arriscaria.... fiquem com o original... PS 2 - A título de curiosidade: foi o último filme de suspense que minha mãe assistiu na vida. Ela ficou tão apavorada com a obra, que sonhou com ela por vários meses, e fez com que ela jurasse nunca mais ver nada do gênero... rs XD

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page