• hikafigueiredo

"5 Criaturas & A Coisa", de John Stephenson, 2004

Filme do dia (212/2020) - "5 Criaturas & A Coisa", de John Stephenson, 2004 - Grã-Bretanha, 1917. O país entra em guerra. O menino Robert (Freddie Highmore) e seus quatro irmãos são enviados para a casa de um tio no interior, enquanto seu pai é enviado para a frente de batalha e sua mãe oferece-se para ajudar a cuidar dos feridos. Na casa de seu tio, as crianças descobrem uma passagem secreta para uma praia mágica e esta não será a única surpresa.





O filme, baseado no livro infanto-juvenil homônimo, é uma interessante narrativa fantástica acerca do olhar de uma criança sobre tempos terríveis. O personagem Robert não se conforma de ter sido separado de seus pais e terá de aprender a lidar com seus medos, angústias e frustrações, o que fará com a ajuda de uma criatura mágica - uma "fada da areia", que tem o poder de conceder desejos. Ocorre que essa concessão tem o objetivo de ensinar determinadas coisas a quem solicita tais desejos - e jamais acontece como o solicitante espera. A narrativa é cronológica e o ritmo constante. É, evidentemente, uma obra voltada para o público infanto-juvenil - adquiri esse filme há muitos anos, quando minha filha mais velha era criança - mas é suficientemente interessante e bem-feito para que adultos também vejam sem querer morrer. O roteiro é bem desenvolvido, sem saltos ou soluções sem sentido. A obra tem uma direção de arte de época bastante caprichada - gostei bastante da composição da mansão onde as crianças vão morar. Acho que o que mais chama a atenção na obra são os efeitos especiais, bem razoáveis se levarmos em consideração que o filme tem mais de quinze anos. Tenho de admitir que a criatura é especialmente bem feita e compõe um personagem adorável, ainda que com um humor peculiar ("Seus pais já tentaram fervê-los? Não?" rs). No elenco, o destaque é a gracinha Freddie Highmore, meninote de tudo e já demonstrando muita desenvoltura e talento diante das câmeras (para quem não ligou nome à pessoa, é o ator das série "Motel Bates" e "The Good Doctor") - ele interpreta o curioso e inconformado Robert. O resto do elenco é composto por Jonathan Bailey como Cyril, Jessica Claridge como Anthea, Poppy Rogers como Jane, Alexander Pownall como Horace, Tara Fitzgerald como a mãe das crianças, Alex Jennings como o pai e um divertido Kenneth Branagh como o tio esquisito (gosto demais desse ator!!!!). A voz da criatura é de Eddie Izzard. O filme é mais divertido para o público jovem, mas gostei de revê-lo depois de tantos anos - é uma obra que tem uma pegada meio "História Sem Fim" (1984) e que é pouco conhecida, vale a pena apresentá-la para os pequenos.

0 visualização0 comentário