• hikafigueiredo

"A Experiência", de Oliver Hirschbiegel, 2001

Filme do dia (27/2018) - "A Experiência", de Oliver Hirschbiegel, 2001 - Uma equipe de pesquisa alemã arregimenta 20 homens para um experimento de aprisionamento, sendo divididos em 8 guardas e 12 detentos. Ao longo de 14 dias, os participantes teriam de seguir uma série de regras, sempre sob a supervisão da equipe de pesquisa. No entanto, tudo acaba saindo de controle.





Baseado num experimento real ocorrido em Stanford em 1971, a obra retrata o quanto o ser humano é corrompido pelo poder - e como isso pode, inclusive, levá-lo a cometer atos de violência extrema em curto período de tempo. A experiência real foi transformada em filme três vezes, sendo esta obra a primeira a ser produzida. Aqui temos um dos raros casos em que a versão posterior norte-americana é muito melhor que a original europeia. O problema é que neste filme eles extrapolaram - e muito - os eventos já bastante extremados que ocorreram na pesquisa real, o que tornou o filme um tanto inverossímil (pelo menos em tão pouco tempo). Nesse sentido, o filme "O Experimento de Aprisionamento de Stanford", de 2015, soa muito mais factível (até por ter se atido aos acontecimentos reais da experiência) e, pelo menos para mim, por não sentir qualquer "exagero", foi muito mais angustiante e contundente que este aqui, que me soava como mera ficção e sem base na realidade. Por outro lado, quem se impressiona com violência extrema, ainda que "descolada" da realidade, talvez se incomode mais com esta versão do que com a de 2015. Do elenco, destaco a interpretação de Justus von Donnányi como o carcereiro mais atuante e violento (eu teria medo dele e de sua cara insana). Apesar de conceituado, o filme não me envolveu - fico com o de 2015.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo