• hikafigueiredo

"A Garota Dinamarquesa", de Tom Hooper, 2015Untitled

Filme do dia (169/2016) - "A Garota Dinamarquesa", de Tom Hooper, 2015 - Dinamarca, 1926. Einar (Eddie Redmayne) é um famoso pintor, casado com a também pintora Gerda (Alicia Vikander). Certo dia, Gerda propõe uma brincadeira a Einar - ir a uma festa de uma amiga na "pele" de outra pessoa. Assim nasce Lili e Einar assume um segredo que sempre esteve escondido em seu interior.





Drama inspirado na história real de Lili Elbe, o filme dá voz e visibilidade às pessoas transgênero. Se por um lado a possibilidade de discutir o tema é importante para a sociedade e aceitação das diferenças, o filme deu uma grande mancada em chamar um homem cisgênero para interpretar a personagem Einar/Lili - não pela atuação do ator, que está excepcionalmente boa, mas por negar representatividade justamente àqueles que deveria apoiar. Apesar da bola fora, ainda assim acho uma obra necessária na discussão da questão. Formalmente, o filme é bastante tradicional, evitando qualquer inovação ou transgressão na linguagem cinematográfica. É uma obra muito bem feita, com uma belíssima fotografia e direção de arte de época caprichada. Eddie Redmayne consegue dar vida a Lili de forma gradual - a transformação de Einar em Lili é paulatina, sem grandes saltos, o que confere verossimilhança à personagem e à história. Também Alicia Vikander merece elogios extremos - sua Gerda, confusa, mas fiel aos seus sentimentos por Einar, é tão boa que lhe rendeu Oscar de Atriz Coadjuvante em 2016, bem merecido. É uma obra quadradona, mas flui bem e facilmente conquistará o espectador. Recomendado.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo