• hikafigueiredo

"Banho de Sangue", de Mario Bava, 1971

Filme do dia (34/2017) - "Banho de Sangue", de Mario Bava, 1971 - Uma propriedade em uma baía é palco de uma violenta disputa entre os interessados no imóvel.





Nesse filme "B" do aclamado diretor Mario Bava, temos uma das primeiras incursões no "gore" - obras com profusões de mortes sangrentas, com muita violência explícita (ainda que, em muitas situações - essa aqui inclusive - as mortes e mutilações sejam hiper "fakes"). O filme é um agregado tosco de assassinatos cometidos por diferentes personagens, com muitas reviravoltas e quase sem nenhum sentido. Eu sou suspeitíssima porque detesto filmes "gore" - acho todos uma tosqueira generalizada, com roteiros rasos e mal feitos - e esse aqui não é exceção. A obra é toda muito "B" - do roteiro às interpretações forçadíssimas, passando pelos efeitos especiais mambembes, com muito sangue vermelhão voando longe. O desfecho, pelo menos, guarda certa ironia e senso de humor macabro - mas não faz o filme melhor na minha opinião. Não gostei e assisti mesmo só porque não gosto de malhar filme sem ter visto até o fim - mas amantes do "gore" talvez gostem dos primórdios do subgênero.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo