• hikafigueiredo

"Boys", de Mischa Kamp, 2014

Filme do dia (216/2017) - "Boys", de Mischa Kamp, 2014 - Sieger (Gijs Blom) é um jovem atleta holandês de 15 anos. Após passar por uma prévia, Sieger é escolhido para integrar a equipe de corrida de revezamento que irá participar do campeonato nacional da modalidade. Participando da equipe, ainda, está Marc (Ko Zandvliet), um rapaz extrovertido, que rapidamente faz amizade com Sieger. Cada vez mais próximos, os dois jovens perceberão que seus sentimentos ultrapassam a simples amizade.





Filme fofo, fofíssimo, acerca da descoberta do amor e da sexualidade por dois rapazes que se apaixonam, a obra retrata não apenas a surpresa e emoção que vem a reboque com o primeiro amor, mas, ainda, a confusão advinda de se descobrir não-heterossexual. A atmosfera do filme é bem leve, muito provavelmente pelo filme ser originário de um país tradicionalmente mais "arejado" e sem o preconceito todo que existe em outras terras. Não que o personagem Sieger não resista um pouco a assumir sua homossexualidade, mas a reação do melhor amigo ao "sacar" a relação dos dois meninos foi completamente diferente daquela que rolaria em outras paragens, tornando a empreitada um pouco mais fácil. O desenvolvimento da narrativa é de uma sensibilidade rara, tudo muito suave, mas sem deixar o ritmo lento. A obra é esteticamente belíssima, cheia de cenas especialmente plásticas e poéticas. Só acho que o diretor exagerou um pouco nas cenas em câmera lenta e visual publicitário (todas são lindas, mas lá pelo quinto uso deste dispositivo, o impacto deixou de funcionar). Os dois garotos que fazem os personagens principais - Gijs Blom e Ko Zandvliet - além de lindos, exalam frescor e paixão por todos os poros, suas trocas de olhares fariam derreter um iceberg, muito lindo. Eu me apaixonei pelo filme, recomendo à enésima potência!!!! (PS - percebam que linda é a fotografia usada no cartaz da obra... tudo no filme é assim poético...).

0 visualização0 comentário