• hikafigueiredo

"Criaturas da Noite", de John Newland, 1973

Filme do dia (69/2022) - "Criaturas da Noite", de John Newland, 1973 - Após a morte de sua avó, a dona de casa Sally (Kim Darby) e seu marido Alex (Jim Hutton) mudam-se para a casa que receberam de herança da idosa. Ocorre que, sem saber, Sally liberta terríveis criaturas que podem ameaçar sua vida.





Nessa produção para televisão, temos um argumento até que interessante : uma casa em que estão encerradas perigosas criaturas que, ao serem libertadas, partem para destruir as pessoas que cruzam seu caminho. O desenvolvimento, no entanto, é tão rasteiro e as soluções encontradas são tão infantis que nem dá para levar a obra a sério. Sabe aquele tipo de filme que é tão ruim, mas tão ruim... que continua sendo ruim por qualquer ângulo que se olhe? É o caso. Talvez se tivessem produzido criaturas que fossem realmente assustadoras, verdadeiramente sombrias, o filme ainda poderia ter alguma coisa interessante, mas os seres malignos do filme são... ridículos!!! Parecem uns oompa-loompas do mal, qualquer um daria cabo deles com uma bica bem dada. Eu tive, ao longo da história, alguns acessos de riso de tão patéticas que eram as tais criaturas. A narrativa é linear, em um ritmo moderado. A atmosfera não foi suficientemente trabalhada, então onde deveria haver tensão não há nada, nem um mísero medinho. A qualidade técnica geral é ruinzinha, mas o que salta aos olhos são a maquiagem e os efeitos especiais medíocres - para ter uma ideia, os monstrinhos falam sem mexer a boca (e com uma vozinha fininha ridícula!!!) - é sofrível. Como não poderia deixar de ser, o elenco também é fraquinho, talvez por verdadeiro desânimo de ter de trabalhar com um roteiro tão mambembe. Em 2010, foi realizada uma refilmagem da obra, que ganhou o título "Não Tenha Medo do Escuro" - espero, sinceramente, que seja melhor. Assisti ao filme apenas para completar o box, mas, na real, para nunca mais ver. Não recomendo nem para inimigos.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo