• hikafigueiredo

"Doutor Jivago", de David Lean, 1965

Filme do dia (38/2017) - "Doutor Jivago", de David Lean, 1965 - Dr. Yuri Jivago (Omar Sharif) é um médico e poeta que, ao longo da Revolução Russa, divide-se entre o amor pela esposa Tonya (Geraldine Chaplin) e a paixão pela bela Lara (Julie Christie).





Como todas as obras de David Lean, esta aqui também caracteriza-se pela grandiloquência - tudo no filme é espetacular: a direção de arte, os cenários naturais grandiosos, as cenas de batalha, a música, a fotografia primorosa. A história é uma verdadeira saga, onde os personagens têm de enfrentar as mais duras provações durante anos de guerra sangrenta, lutando não só pela sobrevivência, mas também por seus ideais românticos. A narrativa é, ainda, um prato cheio para quem gosta de filmes históricos e histórias de amor (as últimas não são exatamente o meu forte). Todos os atores estão ótimos em seus papéis (e ainda temos Alec Guiness no elenco). Destaque para o famoso "Tema de Lara", de Maurice Jarre. Apesar de não curtir muito o gênero romance, gostei do filme e ele me prendeu (talvez por ter dois pés fincados no drama também). Mas há que se perseverar, porque o filme tem mais de três horas de duração (o diretor adoraaaaava fazer filmes que não chegavam nunca ao fim!!!!), ainda que eu admita que quase não senti tal duração. Bom, o filme é ótimo (é um David Lean, né?) e é obrigatório de se conhecer. Recomendadíssimo.

4 visualizações0 comentário