• hikafigueiredo

"Dunkirk", de Christopher Nolan, 2017

Filme do dia (190/2017) - "Dunkirk", de Christopher Nolan, 2017 - 1940. As tropas alemãs avançam sobre a Europa, encurralando soldados ingleses na praia de Dunkirk. Durante um semana na terra, uma dia no mar e uma hora no ar, ingleses lutam para manterem-se vivos e voltarem a salvo para seu país.





Filme excepcional, maravilhosamente construído em três diferentes tempos, a obra impressiona não apenas pelo roteiro arrebatador, mas, também, por uma qualidade técnica incomum. O diretor é hábil em alternar os diferentes tempos, criando um ritmo ágil de tirar o fôlego do espectador. Nos quesitos técnicos, o filme se supera. A fotografia é belíssima, com destaque para as cenas de batalha aérea e na praia de Dunkirk, A montagem também é incrível, responsável pelo ritmo frenético já mencionado. Mas nada supera a edição de som (e sou eu quem destaca isso, a "surda" do cinema)!!!!! Eu, por diversas, vezes, me esquivei dos tiros do filme, me remexendo no lugar, por causa do efeito criado pela edição de som - cheguei ao ponto de me encolher na cadeira em uma das cenas (para o divertimento da minha acompanhante, que riu da minha cara). No elenco, nomes como Kenneth Branagh, Mark Rylance e Tom Hardy, cada um em uma das frentes. O filme é bom demais, mas tem que ser visto NO CINEMA, preferencialmente no IMAX, que te dá a sensação de estar dentro do filme. Aviso aos navegantes: quem tem tendência a ter labirintite (meu caso), corre sério risco de sentir enjoo (ou pelo menos um desconforto) nas cenas de batalha aérea. Um draminzinho antes do cinema talvez caia bem (ou você terá de fechar os olhos em algumas cenas, que foi o que eu fiz).

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo