• hikafigueiredo

"Em Ritmo de Fuga", de Edgar Wright, 2017Untitled

Filme do dia (169/2018) - "Em Ritmo de Fuga", de Edgar Wright, 2017 - O jovem Baby (Ansel Elgort) é um talentoso e ousado motorista de fugas que trabalha com Doc (Kevin Spacey), um grande chefão do crime. O contato com Deborah (Lily James) fará com que Baby repense sua vida de crimes.





Assisti ao filme - que sabidamente não faz muito o meu gênero - por conta do burburinho em torno dele. A conclusão que eu cheguei é que... ele não faz muito o meu gênero. Nunca fui muito fã de filmes com perseguições de carros e tiroteios - via de regra, eles não me dizem nada e tampouco me divertem - mas, por causa do auê que ouvi sobre o filme, arrisquei. Não diria que é um filme ruim, mas juro que não vi justificativa para tanto confete. Para mim, o filme é, basicamente, mais do mesmo - muita ação, com uma pitada de romance para dar uma "cor". Méritos: incríveis cenas de perseguições, o carisma de Ansel Elgort como Baby (comecei achando o personagem um chato, mas, depois acabei curtindo o rapaz) e, acima de todo o resto, uma trilha sonora fodástica de boa. Pontos negativos: achei os personagens secundários clichês, a conduta final de Doc completamente inverossímil e a mocinha sem qualquer graça ou tempero. Posso ser uma chata, mas achei o filme comum, com uma trilha sonora bárbara, muito bem aproveitada nas cenas (como, por exemplo, na cena em que toca a música "Hocus Pocus" coordenada com a ação e os tiros). Sei lá, não fez muito a minha cabeça.... (esperando o linchamento em 3,2,1...).

1 visualização0 comentário