top of page
  • hikafigueiredo

"Eu, Anna", de Barnaby Southcombe, 2012

Filme do dia (119/2016) - "Eu, Anna", de Barnaby Southcombe, 2012 - Uma morte suspeita acontece. O comissário Bernie (Gabriel Byrne) é o primeiro a chegar à cena do crime. No lobby do prédio, Bernie cruza com Anna (Charlotte Rampling) e seu comportamento desperta a atenção do policial, que passa a investiga-la ao mesmo tempo em que se envolve com ele.





Eu raramente opto por assistir a filmes policiais por ser um gênero que não me atrai. Mas, vez por outras, arrisco ver algum. Este foi uma gratíssima surpresa!!!! Apesar da trama rodear a questão do assassinato, ela é muito mais profunda, tornando-se um maravilhoso drama. A história, ainda, discorre sobre temas dolorosos, como envelhecimento, solidão, perdas e rompimento de relações familiares. Fiquei extremamente tocada com o filme. E surpresa com o desfecho. O roteiro é muito bem desenvolvido, revelando, pouco a pouco, segredos muito bem escondidos. Para ajudar, temos as interpretações maravilhosas de Charlotte Rampling (ah, vá!!!!) e de Gabriel Byrne, cuja química foi perfeita. A montagem, alternando diferentes momentos da personagem Anna, chamou a minha atenção (o que é raro, já que normalmente meus focos de atenção são o roteiro e a fotografia). É realmente um óóóóótimo filme e recomendo com gosto.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page