• hikafigueiredo

"Evil - Raízes do Mal", de Mikael Hafström, 2003

Filme do dia (30/2016) - "Evil - Raízes do Mal", de Mikael Hafström, 2003 - Erik Ponti (Andreas Wilson) é um jovem que sofre violência familiar. Espancado com frequência pelo padrasto, ele desconta nos colegas de escola sua indignação e revolta. Após ser expulso do colégio, Erik é enviado a uma escola de elite, onde ele confrontará as rígidas e cruéis regras do lugar.





Sabe aqueles filmes que revoltam e você se sente impotente face às injustiças que os personagens sofrem? Este é bem o caso. No princípio do filme, você acredita que Erik é um desajustado violento. Antes de meia hora de filme, você percebe que ele é um sobrevivente e que, frente às agruras, um forte com extremo auto controle e princípios. O roteiro, baseado em um best-seller de Jan Guillou, é convencional, mas consegue prender. Na realidade, o filme é bem quadradinho, mas a história te envolve, principalmente pela indignação que causa. A atuação de Andreas Wilson como o combatente Erik está muito boa, seu olhar é extremamente expressivo. Também gostei da atuação de Henrik Lundstrom que interpreta seu amigo nerd Pierre. Tecnicamente o filme é todo correto, mas não se destaca em nenhum quesito. Também não espere inovações na forma ou na linguagem, tudo é bem tradicional, mas não compromete em nada o resultado. O filme foi indicado ao Oscar de Filme Estrangeiro em 2004, perdendo para o também ótimo "As Invasões Bárbaras". O filme é muito bom e aconselho - mas aviso: você vai ficar muito indignado!!!!!!

0 visualização0 comentário