• hikafigueiredo

"Jamaica Abaixo de Zero", de Jon Turteltaub, 1993

Filme do dia (51/2020) - "Jamaica Abaixo de Zero", de Jon Turteltaub, 1993 - Contrariando o senso comum, quatro atletas jamaicanos, ajudados por um ex-medalhista olímpico, decidem tentar uma vaga nas olimpíadas de inverno, formando um time de bobsledge, apesar de jamais terem visto neve na vida.





O filme, produzido pela Disney e com "cara" de Disney, é inspirado em uma história real, ocorrida nas Olimpíadas de Inverno de 1988. "Inspirado" porque boa parte da história nasceu da criatividade do roteirista e não do que aconteceu com a equipe real de bobsledge jamaicana. Isto posto, nasce uma questão. O filme até é uma destas obras de superação, onde, apesar de todas as agruras passadas, os personagens saem enaltecidos ao final. Mas... por quê o tom cômico e não sério? Na minha opinião, pelo ranço racista que está na base da cultura ocidental desde tempo imemoriais, pois não imagino que se o filme fosse uma história de superação de algum povo nórdico lutando por uma vaga em uma competição de esporte tipicamente tropical - sei lá... futebol de praia, por exemplo -, o tom seria de comédia. Por este motivo, há um fundo na obra que me incomoda por perceber nele esse tom meio racista, ainda que exista um final que dignifique os atletas negros (era o mínimo, né?). Apesar disto, o filme tem lá seus méritos e é uma obra que, normalmente, agrada o público. Os personagens são extremamente carismáticos, as situações tem lá sua graça e o final "heroico" agrada gregos e troianos. Destaque para a trilha sonora com músicas caribenhas. No elenco, John Candy como o treinador, num raro papel "mal humorado" (normalmente o ator assumia personagens bonachões, simpáticos e bem humorados); Doug E. Doug como Sanka, no principal personagem cômico; Leon Robison como Derice; Rawle D. Lewis como Junior; e Malik Yoba como Yul Brinner. A obra é bobinha, mas bonitinha, bem sessão da tarde e, a despeito da problematização que eu levantei, é agradável de se ver. Filme para ver com a família.

1 visualização0 comentário