• hikafigueiredo

"Kwaidan - As Quatro Faces do Medo", de Masaki Kobayashi, 1964

Filme do dia (32/2017) - "Kwaidan - As Quatro Faces do Medo", de Masaki Kobayashi, 1964 - Quatro contos de terror de autoria de Lafcadio Hearn (Yakumo Koizumi) - "Cabelos Negros" - Samurai abandona sua esposa para casar com uma nobre. Arrependido, volta para reencontrar a mulher abandonada; "A Mulher na Neve" - jovem lenhador presencia uma entidade maligna, mas é poupado da morte por ela, comprometendo-se a jamais revelar o ocorrido para alguém; "Hoichi, o sem orelhas" - um jovem monge cego é procurado por uma nobre família para fazer narrativas acerca de uma batalha histórica entre dois clãs; "Uma xícara de chá" - o porquê de alguns contos ficarem inacabados.





Os quatro contos são regulares e possuem, todos, ritmo lento e pausado, o que, por vezes, acaba com qualquer suspense, já que dá tempo para o espectador intuir/projetar a conclusão. Ainda assim, os contos tem atmosfera sombria e podem ser bastante assustadores se o espectador conseguir se colocar no lugar dos personagens. A fotografia de alguns contos é não naturalista, o que dá um clima meio onírico àqueles (em especial no conto "A Mulher na Neve", onde figuras circulares no céu lembram olhos que observam o personagem). A direção de arte e figurinos são exuberantes, reproduzindo períodos passados da história do Japão. As interpretações são "tipicamente japonesas" - bem marcadas e dramáticas. Gostei do filme como um todo, mas o conto predileto foi "A Mulher na Neve", para mim o mais completo e assustador dos quatro. Não é filme indicado para quem quer ver um terror com sustos - não, temos aqui um terror psicológico, que se mostra vagarosamente, sem surpresas ou sobressaltos. Eu gostei, mas não recomendo para fãs típicos do gênero.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo