top of page
  • hikafigueiredo

"Me Chame pelo seu Nome", de Luca Guadagnino, 2017

Filme do dia (28/2018) - "Me Chame pelo seu Nome", de Luca Guadagnino, 2017 - Itália, 1981. O jovem Elio (Timothée Chalamet), de 17 anos, passa seus dias de férias de verão na casa de campo da família. Seu cotidiano sossegado se transforma com a chegada de Oliver (Armie Hammer), um pós-graduando que veio para ajudar o pai de Elio em sua pesquisa.





Maravilhoso filme sobre a descoberta do amor e da sexualidade, a obra impressiona pela delicadeza e sensibilidade com que trata ambos os temas. A antipatia e má vontade inicial de Elio por Oliver gradativamente se transforma em interesse e, daí, para uma tal tensão que parece uma corda prestes a estourar. Surge um jogo de sedução entre ambos, inicialmente discreto e, depois, quase descarado, mas sempre delicado e amoroso. É um filme tão doce, tão sensível, impossível não se apaixonar por ele. O roteiro se desenvolve com calma, tudo acontece a seu tempo. Na parte técnica, destaque para a fotografia maravilhosa e para a trilha sonora que traz inicialmente um piano suave e, mais para a frente, algumas das músicas mais ternas que ouvi recentemente (a música da cena da viagem às montanhas é lindíssima, preciso descobrir o nome!!!!). Quanto ao elenco, Timothée Chalamet dá um show de interpretação como o jovem apaixonado - sua expressão na cena final, seu olhar, é de rasgar o coração com as duas mãos, maravilhoso!!!!! Já Armie Hammer, se não alcança a excelência de atuação de Chalamet, também não chega a fazer feio (e, bem, sua beleza deveria ser proibida pela Convenção de Genebra...rs). Bom... eu amei o filme, recomendo fortemente!!!!

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page