• hikafigueiredo

"Nova York Sitiada", de Edward Zwick 1998

Filme do dia (33/2015) - "Nova York Sitiada", de Edward Zwick 1998 - Após um atentado terrorista em Nova York, um agente do FBI, Hubbard (Denzel Washington), e uma oficial da CIA, Elise (Annette Bening), juntam forças para descobrir as novas células terroristas e detê-las. Enquanto isso, um general do exército, Deveraux (Bruce Willis), defende a ideia de uma intervenção militar na cidade.






Este filme, impressionantemente, anteviu o atentado de 11 de setembro de 2001 e retratou a reação norte-americana frente à questão. Admito que a visão do diretor me deixou meio dividida entre gostar do conteúdo e me irritar com ele. Se por um lado curti a crítica ao militarismo, aos desmandos decorrentes da intervenção militar (tais como as prisões arbitrárias, torturas, mortes e estabelecimento de algo próximo a um estado de sítio) e às alianças feitas no Oriente Médio (que armaram grupos extremistas como o Al Qaeda), por outro me irritou aquela velha imagem do povo norte-americano justo, bom e consciente (!!!!). As cenas em que a população americana se rebela pelas prisões dos imigrantes árabes e descendentes deles é risível, já que, na prática, sabemos que isso não acontece. Deixando um pouco de lado o conteúdo político, o filme se sustenta muito bem entre as cenas de ação e as de suspense. O roteiro não tem buracos evidentes (como de costume em filmes de ação) e transcorre bem, criando momentos de verdadeira angústia no espectador. As atuações são bem convincentes e gostei bastante do personagem do Bruce Willis, que se mostra um militar arrogante e "cego" à realidade, tamanha sua convicção patriótica. Cenas de explosões e similares são okay. Considerando que, via de regra, eu não curto muito o gênero e que, no caso, eu até gostei do desenvolvimento da história (e, ainda, não dormir nos primeiros 20 minutos), diria que é um filme bastante bom, acima da média para o tipo de filme em questão. Recomendo.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo