• hikafigueiredo

"O Amigo Oculto", de John Polson, 2005

Filme do dia (95/2021) - "O Amigo Oculto", de John Polson, 2005 - Após o suicídio de sua esposa, o Dr. David Callaway (Robert De Niro) muda-se com sua filha Emily (Dakota Fanning) para o interior. A menina, ainda traumatizada com a morte da mãe, passa a ter um estranho comportamento, mencionando um amigo imaginário de nome Charlie. Gradualmente, as manifestações de Charlie começam a ficar mais frequentes, preocupando o pai e Katherine (Famke Janssen), a psicóloga da criança.





Com elenco estrelado, o filme é um suspense tenso, com direito a plot twist à meia hora do final - deixando a história ainda mais nervosa e o ritmo ainda mais intenso. A narrativa discorre sobre o luto e sobre os caminhos psicológicos que a mente envereda para trabalhar suas dores - é o máximo que eu posso revelar para não estragar a brincadeira do amiguinho. A narrativa é majoritariamente linear, mas entremeada por memórias dos personagens. O ritmo é marcado e crescente. A atmosfera é de desconfiança e tensão - o personagem David não consegue entender a origem do amigo imaginário Charlie e passa a se questionar se a menina não está sendo influenciada por alguém, de forma que qualquer se torna suspeito. Podemos dizer que a história é um jogo de esconde-esconde, que, aliás, é o nome original da obra ("Hide and Seek), bem propício. No elenco, além de Robert De Niro, competente como de costume, Fammke Janssen como a psicóloga Katherine, Amy Irving como a esposa do Dr. Callaway e Elizabeth Shue como uma nova amiga da família. Mas eu diria que quem realmente chama a atenção é a atriz Dakota Fanning que, na época das filmagens, contava com apenas dez anos de idade, mas já mostrava o talento que possuía - a menina consegue trazer uma carga emocional poderosa para a história, uma graça! Eu diria que a obra é bem divertida, envolve e deixa o espectador bastante tenso - é um entretenimento bem válido. Para quem não viu ainda e gosta de thrillers, recomendo.

0 visualização0 comentário