• hikafigueiredo

"O Diabólico Dr. Z", de Jesús Franco, 1966

Filme do dia (129/2020) - "O Diabólico Dr. Z", de Jesús Franco, 1966 - Após a morte de seu pai, um cientista renegado por seus pares, Irma Zimmer (Mabel Karr) passa a perseguir os homens responsáveis pelo falecimento daquele. Para tanto, ela usará as teorias de seu pai, que descobrira uma forma de retirar a vontade pessoal dos indivíduos, transformando-os em escravos.





Sempre discordei da categorização de filmes sobre assassinatos como gênero terror. Para mim, terror tem a ver com histórias sobrenaturais - demônios, bruxas, almas penadas, etc, etc e tal. Filmes sobre assassinos em série ou pessoas perturbadas, na minha opinião são, quando muito, suspense. Este é esse caso. A obra situa-se entre o suspense e a fantasia (ou, quem sabe, ficção científica) ao contar a história de uma cientista que vinga a morte do pai usando o conhecimento deste acerca do controle da vontade dos indivíduos. Através deste conhecimento, a personagem transforma pessoas comuns em verdadeiros escravos-zumbis, pois completamente submetidos às determinações da cientista. A isso seguem-se as mortes daqueles que teriam dado causa ao falecimento do pai da protagonista. Suspense razoável, o filme consegue criar um bom clima de tensão, com um ritmo bem pronunciado, mas não acelerado demais. Algo que chamou a minha atenção, foi a fotografia P&B bem contrastada, recortes de detalhes bastante interessantes e algumas cenas de câmera na mão acompanhando a ação que trouxeram a narrativa para "mais perto" do espectador, aumentando a sensação de angústia e tensão. Mabel Karr interpreta uma Irma cheia de ódio e mágoa, mas, ao mesmo tempo, suficientemente fria em suas ações a ponto de planejar cada um dos assassinatos. Destaque para a beleza estonteante de Estella Blain como Nadia. Ain... filmes sobre assassinatos me cansam um pouco, raramente me envolvo por eles. Se recomendo??? Só se você for muito fã do gênero, viu...

PS - Jesús Franco assumiu, posteriormente, o pseudônimo Jess Franco (dentre outros pseudônimos) e ficou conhecido por sua produção de filmes "B" e trash, no cinema espanhol, sempre colocando muito erotismo nas narrativas.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo